segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

O blog do Pobretão já me é um tanto intragável

Hoje resolvi tirar o dia para rever alguns sites da blogosfera, alias alguém sabe o que houve com o Seu Madruga Investimentos, era um dos melhores daqui e não posta mais há tempos.

Enfim.

Resolvi dar uma passada naquele que é talvez o mais famoso site daqui, que foi porta de entrada para mim e muitos outros neste nicho de blogs: O pobretão de vida ruim.

O autor, na verdade, parou de postar há anos e fechou seu blog, mas o mesmo ainda aparece fielmente reproduzido, em outro endereço.


Ao reler algumas postagens do pobretão, tive certeza de uma coisa, a filosofia de vida do cara simplesmente não ressoa comigo mais, sequer ressoou um dia, mas era mais digerível para mim antigamente.

Embora o estilo de escrita do pobreta fosse leve e jocoso, pude notar o quanto o cara era raivoso e seu pensamento é deplorável em muitos aspectos, o cara parecia ser focado apenas em sexo e ganhar dinheiro, para inclusive "humilhar" os outros, nas palavras dele.

Este tipo de pensamento já está muito distante e é necessariamente a antítese daquilo que eu acredito e vivo por hoje em dia.

Vivo para servir os outros, para trabalhar, para construir, para tratar bem a todos.

Engraçado que, parando para pensar, na época que eu acompanhava o blog do pobreta há uns anos, embora eu estivesse desempregado, foi o período em que eu mais tive relações sexuais em minha vida. Olha que eu sempre andava sem um puto no bolso. Hoje em dia que consigo até me manter financeiramente, já não tenho pegado ninguém, por que? Porque hoje em dia eu simplesmente não me importo, sexo já não é mais prioridade e eu ocupo tempo e energia em outros projetos.

Penso que mudei, para melhor.

Ainda dá pra ler o blog? Dá, tendo em mente que o autor é misógino, viciado em sexo e em outras questões nocivas e pouco dignas.

É como ver um filme no qual o protagonista é alguém desvirtuado, porém você acompanha a narrativa mesmo assim, vide filmes do Martin Scorcese como "Os bons companheiros" e "O lobo de Wall Street" ou então filmes como este mais recente do "Joker". Os personagens são muitas vezes depravados imorais, mas você consegue apreciar o filme, tendo ciência da deturpação de caráter dos protagonistas.


O mais irônico é que o autor do blog em tela usava um personagem tão
ingênuo  e de natureza nobre como El Chavo para ilustrar seu alter ego.

14 comentários:

  1. Pobretão era um personagem, como aliás são vários na internet, inclusive coachs e figuras de youtube.
    Lembro que o Pobretão afirmava que trabalhava muito e vivia estressado e/ou desanimado/deprimido. Como alguém com esse perfil vai produzir 2 posts semanais durante 4 anos e ainda apagar e responder comentários?

    Também discordo de muita coisa do blog dele e acho que qualquer pessoa equilibrada discordaria, mas devo admitir que foi o blog que conseguiu navegar entre vários assuntos sempre com uma pegada politicamente incorreta e com um grande senso de realidade e com críticas muitas vezes justas, como nenhum outro blog da antiga blogsfera conseguiu.
    Lógico que o tom era muitas vezes depressivo e isso atraiu comentários de leitores que em nada agregavam. Era uma receita com prazo de válidade e por conta disso até rendeu muito conteúdo e muito tempo no ar.
    Tiveram também posts e comentários engraçados nos quais era possível dar algumas gargalhadas e também comentários de pessoas querendo ajudar esses eram pontos positivos.
    Enfim se tratador como um personagem e soubermos extrair coisas úteis é até certo ponto digerível, caso contrário não.
    Mas foi a porta de entrada da blogsfera para muitos leitores e outros blogueiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim. já ri muito lendo o blog dele, mais uma vez, como disse aí pros outros comentaristas, o blog dele é muito util enquanto entretenimento.

      Excluir
  2. O cara era viciado em sexo e álcool. Além disso, tinha raiva de tudo e de todos, moderava seu blog pra só passar comentários que tinha opinião semelhante a dele. O maluco ainda investia todo seu patrimônio em uma única ação, ignorando completamente o que é ensinado a não investir todos o ovos numa única cesta. E ainda hoje na blogosfera tem gente que o enaltece e sente saudade de um perdedor como esse. É a tal da afinidade, semelhante atrai semelhante. Foi ele que dissiminou e os bonobos o seguiram cegamente que carro e imóveis não podem ser contabilizados no patrimônio, tudo pq ele não tinha carro e muito menos imóveis. E pra finalizar a derrota total, criou um ranking de retardados que comparavam seus patrimônios como se comparassem quem tinha o pau maior, kkkk, piada né! Mas a blogosfera evoluiu, mesmo lentamente esses blogs com conteúdo vazio são cada vez mais escassos por aqui, graças a Deus, e homens de verdade, estão desmascarando essas farsas do passado da blogosfera. Boa recordação pra esquecer e não repetir mais os erros daquele derrotado, concurseiro. Força nos estudos aí! abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não faz sentido não contabilizar bens imóveis e automóveis no patrimônio, coisa de doido. Mas cara, apesar de tudo, acho que o blog dele muito válido como fonte de entretenimento, o problema maior é que tem mum conteúdo um tanto nocivo, principalmente pros mais jovens que podem cair por la. Abçs.

      Excluir
  3. Pobreta era um personagem, dificilmente alguém faria oq ele fez, dar all in em Eletropaulo, além de outros problemas que ele demonstrava.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também suspeito que era um personagem, acho improvável que um cara que ganhava um salário razoável como ele dizia que ganhava pudesse reclamar tanto da vida, mas, o blog vale como entretenimento.

      Excluir
  4. Blog do Pobreta era bem meia boca. Nunca me identifiquei com o mesmo. Esse post me deu uma idéia, acho que irei fazer um post sobre meus 3 blogs favoritos da Finansfera.

    Conhecimento Financeiro , Seu Madruga e Mr.Rover.

    ResponderExcluir
  5. Na epoca que o blog dele fechou lembro que alguns dos seguidores do conservador postaram nos comentarios algumas informações a respeito dele.

    Mas como falaram aí em cima, é bem claro que aquilo é um personagem, a historia dele é muito mal contada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a hipótese de ser um personagem para mim não é descartável.

      Excluir
  6. Ele era um Deus cara. Um Deus negão de dread.

    ResponderExcluir
  7. Bem... personagem ou não foram os posts dele que me abriram as portas ao mundo dos poupadores/aportadores, me convenceu a sair do meu curso lixoso e prestar concurso, além de ter me redpillado sobre a maravilha das GPs de luxo.

    Seu legado não será esquecido tão cedo, justamente porque ele aloprava tudo ao extremo, apesar de hoje em dia realmente não compactuar com toda aquela energia negativa.

    ResponderExcluir
  8. Ele era bastante raivoso e depressivo, mas isso foi mais pro final. No começo ele era mais tranquilo, era tipo um cara normal reclamando do trabalho como a maioria das pessoas normais fazem. Depois ele meio que foi engolido pelo personagem e no fim estava numa vibe de raiva e ódio puro.
    Acho que hoje em dia a nostalgia com o blog dele é mais porque, bem ou mal, lá era um local com certa liberdade de expressão, e a internet se tornou muito fechada em relação a isso dd uns tempos para cá. Por exemplo, hoje em dia se você escrever qualquer coisa negativa ou ainda uma crítica, mesmo que justa, a respeito de mulheres, você corre o risco de ser denunciado e o seu blog/facebook/twitter é fechado.
    Acho que é isso: o pessoal sente saudade da liberdade de expressão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo, Anon, realmente nunca havia parado pra notar que as primeiras postagens eram mais tranquila, de fato, mais pro final a coisa era notadamente bem raivosa.

      Abraços!

      Excluir

Nobres leitores, se eu demorar a responder, é porque provavelmente tô fazendo cosplay de eremita e estudando pra concursos.

Aquila non capit muscas