sexta-feira, 19 de abril de 2019

Dinheiro muda tudo / Rumo ao TCE-RJ

Dinheiro muda tudo, muda como as pessoas te tratam, seja você um homem ou uma mulher, isso é um fato, não vou dizer se é bom é ruim, também não vou dirigir minha ira contra o fato de que existem imbecis ganhando fortunas e pessoas inteligentes pobres, seria como reclamar do tempo, devemos nos acostumar a este efeito colateral do capitalismo.

Também não vou entrar num discurso misógino como muito vejo por aí contra mulheres que dão muito valor a um homem que tem mais dinheiro, isso é um fato também.

Pois bem, tendo sido um homem feio desde que nasci (haha), me acostumei a ser um mero coadjuvante, quando o assunto é relacionamentos amorosos. Já me conformei com tal fato, não há nada que eu possa fazer para mudar, exceto... ganhar muita grana e assim ir aumentando a qualidade das mulheres a que tenho acesso - não me refiro necessariamente a prostitutas, claro.

Desse modo preciso ser ganancioso, ganhar muito dinheiro no setor público e, a longo prazo, investir para levantar um extra. A regra é nunca ficar parado, nunca se acomodar, sempre buscar ganhar mais e novas formas de o fazer.

Alguns fazem parecer ser ganancioso, querer produzir e receber por isso como algo ruim, não o é, é bom, desde que se mantenha sempre motivado a ajudar as outras pessoas, uma esmola a um mendigo por exemplo, trocados que não te faram falta mais que são uma pequena fortuna para os pobres que o recebem.

Não tenho muito tempo a perder, o relógio urge, já não sou um moleque de 19, em alguns anos estarei beirando os 30. Devo ter muito dinheiro o mais rápido possível.

Já está autorizada uma oportunidade de ouro para esse ano aqui no RJ, terei que mudar à capital se passar, mas é um pequeno sacrifício frente ao salto que terei em minha renda.

Me refiro ao concurso para o Tribunal de Contas do RJ.

Sem dúvida é um concurso muitíssimo concorrido, time is money, quando chegar para trabalhar após este feriado já começarei a estudar, antes mesmo do edital ser lançado.

O tempo urge, se tudo der certo la pelos 35 estarei pegando moças desse nível, vamo que vamo.






Estudos para o TCE/RJ

Como o edital do certame por vir ainda não foi lançado, o jeito é estudar tendo por base o edital do ultimo concurso realizado pelo tribunal fluminense, realizado no ano de 2012.

Sendo assim, o conteúdo programático para o cargo de me interesse (Analista ‐ Área Organizacional / ESPECIALIDADE: Organizacional) é o seguinte:

Língua Portuguesa Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não‐literário; narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna.    Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português.    Morfologia: reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos.   Sintaxe: frase, oração e período; termos da oração; processos de coordenação e subordinação; concordância nominal e verbal; transitividade e regência de nomes e verbos; padrões gerais de colocação pronominal no português; mecanismos de coesão textual.  Ortografia.  Acentuação gráfica.  Emprego do sinal indicativo de crase.  Pontuação.  Estilística: figuras de linguagem.

Noções de Direito Constituição: princípios fundamentais. Da aplicabilidade das normas constitucionais: normas de eficácia plena, contida e limitada; normas programáticas. Dos direitos e garantias fundamentais: dos direitos e deveres individuais e coletivos; dos direitos sociais; dos direitos de nacionalidade; dos direitos políticos. Da organização político‐administrativa: das competências da União, Estados e Municípios. Da Administração Pública: disposições gerais; dos servidores públicos. Da organização dos poderes: Do Poder Legislativo: da fiscalização contábil, financeira e orçamentária. Ato administrativo. Improbidade administrativa: Lei n° 8.429/1992. Controle da administração pública. Bens públicos. Licitações e contratos da Administração Pública: Lei nº 8.666/1993. Pregão: Lei n° 10.520/2002. Agentes administrativos: investidura; exercício; direitos e deveres dos servidores públicos; regimes jurídicos. Processo administrativo. Poderes da administração: vinculado; discricionário; hierárquico; disciplinar; regulamentar; o poder de polícia. Princípios básicos da administração. Responsabilidade civil da administração. Serviços públicos: conceito; classificação; regulamentação; formas; competência de prestação; concessão; autorização dos serviços públicos. Organização administrativa: administração direta e indireta, centralizada e descentralizada. 

Legislação Básica (aplicável ao TCE‐RJ) Constituição do Estado do Rio de Janeiro.    Lei Federal nº 4.320/1964.    Lei Complementar Estadual nº 63/1990 e suas alterações.    Lei Estadual nº 4.787/2006 e suas alterações.    Lei Estadual nº 5.260/2008 e suas alterações.  Decreto‐Lei Estadual nº 220/1975.    Decreto Estadual nº 2.479/1979.

Administração Financeira e Orçamentária: Funções do Governo. Falhas de mercado e produção de bens públicos. Políticas econômicas governamentais (alocativa, distributiva e estabilizadora).    Federalismo Fiscal.    Orçamento Público: conceitos e princípios. Orçamento público no Brasil. Ciclo orçamentário: elaboração da proposta, discussão, votação e aprovação da lei de orçamento. Execução orçamentária e financeira: estágios e execução da despesa pública e da receita pública. Programação de desembolso e mecanismos retificadores do orçamento. Orçamento‐Programa. Planejamento no Orçamento‐Programa. Orçamento na Constituição de 1988: LDO, LOA e PPA.    Plano Plurianual (PPA): estrutura, base legal, objetivos, conteúdo, tipos de programas. Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO): objetivos, Anexos de Metas Fiscais, Anexos de Riscos Fiscais, critérios para limitação de empenho. Conceituação e classificação da receita pública. Classificação orçamentária da receita pública por categoria econômica no Brasil. Classificação dos gastos públicos segundo a finalidade, natureza e agente (classificação funcional e econômica). Tipos de créditos orçamentários. Contas dos balanços orçamentário, financeiro e patrimonial. Lei Complementar Federal nº 101/2000. Lei Estadual nº 287/1979.

Conhecimentos sobre Organizações: Caracterização das organizações. Mudança organizacional.  

Gestão da Estratégia: O ciclo do planejamento (PDCA). Balanced Scorecard (BSC). Gerenciamento pelas Diretrizes (GPD). Referencial Estratégico das Organizações. Análise de ambiente interno e externo. Ferramentas de análise de ambiente: análise swot, análise de cenários, matriz GUT. Indicadores de desempenho. Tipos de indicadores. Variáveis componentes dos indicadores. Avaliação da Gestão Pública – Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização – Ciclo 2007. Critérios de avaliação da gestão pública. Sistema de pontuação.  

Gestão de Processos:   Conceito de processo de trabalho. Alinhamento de processos e estratégias. Mapeamento de processos. Levantamento de atividades e normas. Adequação organizacional com base na gestão por processos. Identificação e adequação das competências requeridas pelos processos. Acompanhamento e controle dos processos. 

Gestão de Pessoas: Planejamento de pessoal. Montagem de equipes. Gestão por competências. Concurso Público. Avaliação de desempenho. Seleção interna e políticas de remanejamento. Treinamento e desenvolvimento. Sistemas de remuneração e benefícios. Relacionamento interpessoal. Qualidade de vida. Motivação e liderança. 

Gestão de Projetos: Processos do gerenciamento de projetos. Seleção e priorização de projetos. Gerenciamento de escopos. Estrutura analítica de projetos EAP (WBS). Técnicas de compressão e paralelismo.  

Gerenciamento de Contratações: Gestão de contratos e convênios no setor público. Responsabilização e prestação de contas. Gerenciamento de custo. Gerenciamento de qualidade. Gerenciamento de riscos.

8 comentários:

  1. Que bom que voltou!
    Depois me deixa seu email, gostaria de te enviar uma mensagem referente a um concurso temporario do IBGE que irei prestar.

    Visto que vc me disse q ja foi temporario lá, seria otimo uma opinião sua e dicas de estudos.

    Além disso tenho algumas duvidas referente ao ambiente do trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala GPF. Bom, na agencia de interior em que trabalhei, o ambiente era muito bom, estando com o serviço pronto ninguém te enche o saco, mas, imagino que o ambiente de trabalho varie muito de agencia para agencia. Sinceramente, na época em que fiz este processo seletivo não estudei nada, mas era pouquíssimo disputado na região em que fiz, aqui no interior, sem dúvida onde vc mora tem bem mais candidatos, sem falar que quando eu fiz o desemprego não estava tão alto...

      Excluir
  2. ótimo post concurseiro , te adcionei no blogroll

    https://peaoplayboy.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Fala, Astronauta. Tribunais de Contas possuem ótima remuneração e oportunidades em todos os estados, embora com poucas vagas e muita concorrência.

    Ter um bom salário ajuda demais nos relacionamentos, mas não vai transformar um coadjuvante num Stifler do dia pra noite, até pq vai levar muito tempo até vc construiur uma imagem e um patrimônio de cara próspero.

    Bons estudos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, verdade, mas pelo menos já estaria encaminhado... obgd!

      Excluir

Nobres leitores, se eu demorar a responder, é porque provavelmente tô fazendo cosplay de eremita e estudando pra concursos.

Aquila non capit muscas