domingo, 14 de maio de 2017

Uma critica (construtiva) ao egocentrismo alheio

Em meio a todo o besteirol que encontramos usualmente no Facebook, podemos achar também, não muito raramente, alguém dizendo algo útil. Foi a sensação que tive após ler o comentário de um usuário que se identifica como Moura Silva em um grupo de concurseiros:


Mais adiante o Sr. Moura respondeu pacientemente alguns comentários - alguns bem tapados se você me perguntar -, uma de suas falas que mais me chamou a atenção foi: "A primeira guerra é vencer o desemprego". 

Pois bem, a filosofia do Moura é mais ou menos a mesma coisa que eu prego aqui desde o inicio do "Carreira de concurseiro", de modo que você não precisa buscar de cara o filé mignon, pode antes passar para concursos mais fáceis que lhe darão sossego e estabilidade para aos poucos ir atingindo cargos melhores, o maior perigo ao se utilizar tal estratégia é cair na chamada zona de conforto, como eu bem expliquei neste post.

A ilusão do nível superior

Isso tudo me chama a atenção para um erro cometido muitas vezes por concurseiros iniciantes, o qual diz respeito a ignorar concursos de nível médio - e mesmo fundamental - simplesmente por portar um diploma de nível superior e achar que um emprego de ens. médio não estaria a sua altura. Erro crasso. 

Meu amigo, ninguém tem duvidas que você enriqueceu muito seu nível intelectual, ao cursar uma boa faculdade, mas você está no Brasil e no Brasil o canudo universitário, quando não for de medicina ou engenharia, somente lhe serve para duas coisas:
  • Prisão especial, se você for preso (e eu espero que você não esteja planejando ser preso).
  • Fazer concursos públicos de nível superior.
Não me leve a mal, de maneira usual os concursos de nível superior tendem a ser quantitativamente menos concorridos que os de nível médio/ fundamental, porém abdicar de bons concursos de nível médio/ fund. por uma questão que somente posso interpretar como egocentrismo é basicamente loucura.

Abraços.

6 comentários:

  1. Uma coisa óbvia que os jovens idosos não enxergam.

    ResponderExcluir
  2. Se eu pudesse dar um conselho para algum jovem hoje é: não faça faculdade logo que sair do colégio. Faz um curso técnico ou um concurso, começa a trabalhar e, depois, faz faculdade.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Astronauta!

    Eu só posso aplaudir o ponto de vista seu e do Moura Silva. Ensino superior não é garantia de (quase) porra nenhuma e se eu não estudasse por gostar, já tinha me desiludido há muito tempo!

    Um abraço :)

    ResponderExcluir
  4. Nem canudo de Engenharia está salvando mais, faço engenharia mecanica em uma federal, e o que eu vejo de gente com dificuldade de arrumar estágio não está no gibi, muitos formam e não trabalham na área, e quando trabalham recebem menos de 2 mil por mês, me desculpe mas você se ferrar estudando engenharia pra ganhar basicamente 2 salários minimos? isso sem contar a concorrência infernal e o QI (quem indica)?

    Hoje em dia, faculdade tem que ser medicina e mais nada, de resto o futuro é incerto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mercado de engenharia no Bostil tomando o mesmo rumo sombrio da Índia. E a galera vestindo a camisa do curso com um orgulho não sei de onde...

      Astronauta foi cirúrgico em seu argumento. Não estamos em posição de exigir...

      Excluir
  5. Olá
    Cheguei ao blog pelos relacionados da blogosfera. Gostaria de poder receber os novos posts por e-mail, poderia disponibilizar aquela "caixinha" pra que possamos assinar? Obg!

    ResponderExcluir

Galera, se eu demorar a responder, é porque provavelmente tô fazendo cosplay de eremita e estudando pra concursos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...