quinta-feira, 7 de junho de 2018

Uma critica desonesta ao Partido Novo?


Caríssimos amigos leitores

Pessoal, gostaria de avisar que, daqui até Outubro, posts sobre politica devem ser uma constante aqui em "Carreira de Concurseiro". 

"Mas Astro, abordando este tipo de tópico constantemente você não irá fugir do nicho do blog?"

Creio que não.

Afinal o Estado é nosso patrão, ou seja, é de interesse direto dos concursados - ou concursandos - entrar neste debate.

Vou identificar todos os posts da série com a Tag "Eleições 2018".

Além disso é uma forma de manter o blog em atividade, porque sinceramente já abrangi aqui muitos tópicos gerais relacionados a concurso e não quero ficar batendo sempre nas mesmas teclas e voltando a abordar temas que de uma forma ou de outra já pintaram por essas bandas.


Astronauta Desempregado


Colocado isso, vamos aos post do dia:


Uma critica desonesta ao Partido Novo?

Conforme já expus aqui pretendo votar em todos os candidatos do Partido Novo, inclusive no João Amôedo para a Presidência da República.

O Partido continua marcando forte presença nas redes sociais, sendo  que a página oficial do mesmo corresponde a legenda politica com maior número de curtidas dentre todos os partidos politicos, inclusive é claro alguns bastante antigos, como PSDB e PT.

Deste modo, embora o candidato a presidência pelo partido sequer tenha alcançado 1% de intenções de voto em pesquisas recentes, o partido chama a atenção pelo alto número de simpatizantes e acaba entrando na mira de muitos críticos, alguns dos quais fanáticos politicos.

Claro que toda critica construtiva é sempre bem vinda, mas não é o caso desta que apresentarei a seguir.


De modo que notei nos últimos dias que sempre que o Partido Novo era citado por alguém no Facebook, algum critico postulava algo como: "Partido Novo? Aquele partido de esquerda [lol] que apoia a agenda 30 da ONU!?". Geralmente o interlocutor incluía no comentário um link para o seguinte vídeo:



Antes de mais nada é bastante interessante - e triste - notar a força que alguns vlogueiros simplórios e que usam humor adolescente em seus videos - como no caso deste rapaz - conseguem alcançar na internet. 

Este vídeo já têm mais de 150 mil visualizações e nos últimos dias a critica presente nele tornou-se a principal - e talvez única - ferramenta para se criticar o Partido Novo na internet - "O Partido que apoia a Agenda 2030 da ONU".

Para resumir rapidamente o tal Bernardo nos informa que a Vereadora filiada ao Novo pelo Município de São Paulo propôs - juntamente a vereadores de outros partidos - e votou a favor do PL que deu origem a lei municipal - já sancionada pelo João Dória - que regulamentava a introdução da chamada Agenda 2030 da ONU.

A lei - diferentemente do que o Sr. Bernardo fez parecer - em nenhum momento transforma o texto do documento oficial da ONU sobre a agenda 2030 literalmente em lei no âmbito do município. Massss o Sr. Bernardo sequer cita trechos da Lei, vai diretamente ao documento oficial da ONU, como se este correspondesse literalmente a lei municipal aprovada na câmara e sancionada por Dória Jr.

E afinal o que é a tal Agenda 2030 da ONU?


Um documento comunista como Bernardo faz parecer? Ou seria um postulado com parâmetros a serem adotados no intuito de alcançar objetivos de interesse Universal? Dentre os quais acabar com a pobreza até 2030. Mas, aparentemente acabar com a pobreza é coisa de comunista, não algo que possa ser alcançado em meio a uma sociedade capitalista avançada.

A verdade é que mais de 150 países (aparentemente todos comunistas) participantes da Assembléia Geral da ONU - incluindo é claro o Brasil - foram signatários da Agenda. Ou seja, a lei aprovada de SP não faz mais do que regulamentar no âmbito municipal a implementação de uma agenda da qual o Brasil foi signatário. 

A seguir um video da ONU explicando melhor o histórico do programa e o que levou a ele:


Como explicitado no video acima, os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) surgiram da Declaração do Milênio das Nações Unidas, adotada pelos 191 estados membros no dia 8 de setembro de 2000. Criada em um esforço para sintetizar acordos internacionais alcançados em várias cúpulas mundiais ao longo dos anos 90, a Declaração trouxe uma série de compromissos concretos que, se cumpridos nos prazos fixados, segundo os indicadores quantitativos que os, deveriam melhorar o destino da humanidade neste século. O prazo de validade deste programa acabou em 2015, os objetivos foram apenas parcialmente alcançados e agenda 2030 nada mais é que uma espécia de continuação do programa que fora aprovado em 2000. Os objetivos da Agenda aprovada em 2015 foram selecionados através de um processo amplo e aberto.

Muito barulho por nada da parte do Sr. Bernardo por um programa utópico que talvez sequer consiga sucesso.

Importante ressaltar também que a agenda 2030 é facultativa de ser seguida e continua assim sendo no âmbito Municipal de São Paulo, pois em nenhum momento a Lei votada e aprovada na Câmara Municipal determina seu seguimento a risca: http://www.camara.sp.gov.br/blog/agora-e-lei-o-municipio-de-sao-paulo-adota-a-agenda-2030-da-onu/.

Mas não adianta, aparentemente o tal Bernardo obteve sucesso em sua critica forçada (e um tanto desonesta) ao partido. A massa da internet comprou a ideia, e muita gente está chegando a cometer o disparate de chamar o Novo - partido notadamente defensor do liberalismo clássico - de comunista.

Eu não sei mais o que pensar dos brasileiros.

Outro dia - no post sobre a derrocada da gestão Parente na Petrobrás - falei que precisamos de aulas de noções de economia na educação básica, aparentemente precisamos ensinar muito senso critico também.



3 comentários:

  1. Tem uns ignorantes (que se acham grades pensadores políticos) que achan que tudo que vem da ONU é coisa de globalista e comunista.

    São os mesmos que tacham os outros de socialista fabiano por qualquer coisa que não seja do script deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem colocado amigo, o fato é esse, o camarada fez uma critica ao meu ver bastante fraca e forçada, mas foi tido como genial, parabenizado e muito citado nos últimos dias.. vai entender, grande abraço.

      Excluir
  2. Astronauta, o conceito de soberania nacional é contrário ao conceito de globalização.

    A Agenda da ONU, capitaneada por muito capital bilionário estrangeiro ;-), todos bilionários, bonzinhos de coração e espertinhos pra ganhar dindin, só propoem coisas boas para a paz social... parecem anjos de candura.
    Eu vejo assim:

    1 - uma aliviada nas diferenças culturais facilitaria muito a influência sobre TODOS os "mercados", sic!, perdão países signatários. ;-)

    2- A liberação das drogas (para diminuir o encarceramento dos meninos pretos da comunidade - uns santos, né mesmo?) ou para abrir cartelladamente um grande mercadão promissor? Nada é mais lucrativo que as drogas...melhor até que o cigarro e a coca-cola;

    3- Legalizar o aborto até que fique como virose que todo mundo tem - (para que menininhas pobres não morram...tadinhas,né? como os bilionários "amigos" da ONU são altruístas, coisa linda gente...) OU para que a Industria farmacêutica possa usar seres humanos livremente em seus testes? Cosméticos novos com restos fetais...ora, ia jogar no lixo mesmo, né? e qualquer coisa, faz outro, por que nâo? ;-)

    4 - Acabar com a fome! Esse toca o coração... e me lembra das sementes transgências que levam ao câncer da Monsanto, mas também levaram esses "mercados", sic de novo!, países signatários a matar a fome do povo, e curá-los na amiga Industria farmacêutica de seus cânceres. Imagina Astronauta, como vai ser legl plantar no apartamento, pois as sementes nem precisam de sol... e se der câncer já terá a cura... por remédios vendidos ali.. na esquina. Sem problemas.

    5 - Acabar com a sede do mundo! O legal é a parte do mundo... kkk Imagina o Aquífero naquelas terras indígenas que eu não vou dizer o nome... vendidas para uma empresa Multinacional...pois o mundo está sedento! Lindo, é?

    Esse negócio de globalizar as terras agricultáveis do Brasil para a China, é conversa de fanático, lunático, midiático! Globalizar é globalizar e pronto! Eles pagam bem. kkk ;-)

    Astronauta, espero não ter te feito chorar com tanta bondade dos amigos bilionários da ONU. E, que essas ideias façam você matutar o quanto Amoêdo é igualmente bom!

    Eu, não voto em quem apoia a Agenda da linda e boazinha ONU.
    ;-)
    Agradeço o espaço. Obrigada.
    Att,

    ResponderExcluir

Nobres leitores, se eu demorar a responder, é porque provavelmente tô fazendo cosplay de eremita e estudando pra concursos.

Aquila non capit muscas