terça-feira, 12 de junho de 2018

Candidatos liberais nas eleições 2018: Amôedo, Bolsonaro e Meirelles

Quais são os candidatos liberais na eleição de 2018?

Quem já conhece o "Carreira de concurseiro" sabe que eu sou um grande entusiasta do liberalismo econômico, não chego a ser um ortodoxo, buscando seguir a risca a cartilha liberal, mas tenho convicção que o Brasil precisa urgentemente de doses homeopáticas de liberalismo, afinal os gastos do setor público são gigantescos e mal aplicados, boa parte direcionada ao pagamento da folha de pagamento (até 70%) ou mesmo indo para o ralo por meio de corrupção e má gestão.

Desnecessário dizer que este cenário é ruin para todo mundo, principalmente para os mais pobres que não tem segurança pública, saúde e educação de qualidade.

Os socialistas, dos mais democratas aos mais radicais, dizem que vão melhorar, que vão direcionar bem os recursos públicos, mas uma vez no poder sequer cortam seus próprios rendimentos, bem como são os mais comprometidos com o corporativismo dos servidores públicos.

Pois bem. 

Os liberais parecem ser a solução, para quem tem medo de uma mudança radical, saiba que  a maioria dos liberais ativos na politica brasileira parece ser bastante cautelosa com a mudança.

Ao longo deste texto utilizarei o termo "liberal" em seu sentido econômico clássico, aquele primeiramente estabelecido pelo grande Adam Smith. 

Vamos verificar nossas opções liberais:


João Amoêdo


João Amôedo, 55 anos, é um ex-executivo, engenheiro, administrador de empresas, ativista político e palestrante brasileiro.

Creio que será a opção favorita dos entusiastas liberais brasileiros. Sendo bastante franco, não demonstrou uma performance muito boa por meio do bombardeio que sofreu em certo ponto desta entrevista do "Roda Viva", creio que o Novo poderia ter optado por alguém mais experiente.

De qualquer forma o voto de confiança é no Partido, já sabemos da qualidade dos candidatos eleitos pelo Novo em câmaras municipais, partido este que defende uma ideologia e não o faz disfarçadamente visando o poder e a corrupção.

E que outros candidatos liberais temos além do Amôedo? É o que veremos a seguir.


Jair Bolsonaro

Eu possuo a convicção que um liberal pode e deve ser liberal agindo no poder legislativo e não precisa aguardar mudar de poder. Infelizmente não é o caso  de Jair Bolsonaro. Vide os projetos de autoria do Deputado na Câmara Federal, há notável predominância de projetos de teor corporativista para com os militares, desnecessário dizer o que um liberal de verdade pensa sobre este tipo de tópico. 

Bolsonaro não é liberal, nunca foi, parece estar aproveitando uma maré liberal principalmente entre os mais jovens para angariar votos.

Creio que seja o candidato que possui mais chances de abocanhar a presidência, mas escrevam o que digo, não atuará de forma liberal, não que eu tenha o dom da premonição, mas é o que os indícios mostram.


Henrique Meirelles

Ex-ministro da Fazenda na gestão Temer e na de Lula. Até ensaia ideias econômico liberais, mas em entrevista recente ao "Roda Viva" mostrou-se favorável a cotas raciais nas Universidades, contrariando a tese do Color Blind, muito aceita por politicos de tendência liberais mundo afora, notadamente alguns Republicans dos EUA.

No mais, por pertencer a máfia conhecida como MDB - antigo PMDB - já o torna invotável, se me permitem o neologismo.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Bem lembrado amigo, não conheço direito o Flávio Rocha, mas assim que puder atualizo o post, grande abraço.

      Excluir

Nobres leitores, se eu demorar a responder, é porque provavelmente tô fazendo cosplay de eremita e estudando pra concursos.

Aquila non capit muscas